ÀS SEXTAS-FEIRAS, PRESENÇA OBRIGATÓRIA! ;)

domingo, 17 de julho de 2011

Na Barbearia...

Certo dia, um florista foi ao barbeiro para cortar o seu cabelo. Após o corte perguntou ao barbeiro qual é que era o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
- Não posso aceitar o seu dinheiro porque estou a prestar serviço comunitário esta semana.
O florista ficou feliz e foi-se embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas e uma nota de agradecimento do florista.
No dia seguinte, veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, quando ia para pagar, o barbeiro diz:
- Não posso aceitar o seu dinheiro porque estou a prestar serviço comunitário esta semana.
O padeiro ficou feliz e foi-se embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces e uma nota de agradecimento do padeiro.
No terceiro dia, veio um deputado para cortar o cabelo.
Da mesma forma, quando o deputado pede para pagar, o barbeiro diz:
- Não posso aceitar o seu dinheiro porque estou a prestar serviço comunitário esta semana.
O deputado ficou feliz e foi-se embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia uma dúzia de deputados a fazer fila para cortar o cabelo.

Esta história ilustra bem a grande diferença que existe entre os cidadãos do nosso país e os políticos que o administram.

4 comentários:

» sereia, da flor branca e lilás « disse...

ahahahahhahhh

Muito bem visto.

» sereia, da flor branca e lilás « disse...

ahahahahhahhh

Muito bem visto.

Girl in the Clouds disse...

Muita boa a história!! E, pior real!! Beijinhos

Eloah disse...

Solidariedade está na alma.A simplicidade enxerga mais longe.O texto dá o que pensar.Refletir é um bom exercício para rever valores.Gostei demais. Um forte cabraço.