ÀS SEXTAS-FEIRAS, PRESENÇA OBRIGATÓRIA! ;)

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Frase da semana # 1

"Vivemos com o que recebemos, mas marcamos a vida com o que damos." Winston Churchill

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Denver, the Last Dinosaur

Estava entretida a escrever e tinha o rádio ligado quando dou por isso estava a ouvir algo muito familiar, parei de escrever e não queria acreditar, era a música do Denver, o último dinossauro! Tanta vez que vi o Denver em criança, como é bom recordar! :)

sábado, 23 de janeiro de 2010

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Zézé no metro

"Escola de línguas aproveita a fama de Zezé Camarinha a comunicar em inglês com as suas conquistas nas praias algarvias" in DN

Hoje deparei-me com a mais recente campanha publicitária do wall street quando estava no metro....só pode dar vontade de rir !!

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Quero ir para Portugal...

Uma comitiva do Parlamento Europeu a convite de Sócrates e da sua Ministra Lurdinhas, visitam uma escola modelo no nosso país maravilha. Numa sala da primária cheia de jornalistas a ensaiada professora com ambição a uma futura boa colocação, pergunta aos alunos:


- Onde temos a melhor escola?
- Aqui em Portugal. - Respondem todos.
- Onde temos o Magalhães, o melhor portátil do mundo?
- Em Portugal. - Respondem.
- E onde há os melhores recreios da Europa?
- Aqui em Portugal. - Respondem mais uma vez.
- E onde existem as melhores cantinas, que servem as melhores sobremesas?
- Na nossa Escola, aqui em Portugal!

A professora ainda insaciada, continua:
- Onde é que vivem as crianças mais felizes do mundo?
- Em Portugal! - Respondem os alunos com a lição bem estudada.

Os tradutores lá iam informando a comitiva estrangeira que abanava a cabeça, cépticos. Nisto uma garota no fundo da sala começa a chorar baixinho. Com as televisões em directo, Sócrates, para impressionar convidados e jornalistas, pondo-se a jeito para as câmaras, resolve acudir à menina perguntando-lhe:
- Que tens minha Menina?
Resposta imediata da menina, soluçando:


- QUERO IR PARA PORTUGAL!!!!!!!!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Eu não diria melhor...



A felicidade

O autor deste texto é João Pereira Coutinho, jornalista. Vale a pena ler!


"Não tenho filhos e tremo só de pensar. Os exemplos que vejo em volta não aconselham temeridades. Hordas de amigos constituem as respectivas proles e, apesar da benesse, não levam vidas descansadas. Pelo contrário: estão invariavelmente mergulhados numa angústia e numa ansiedade de contornos particularmente patológicos. Percebo porquê. Há cem ou duzentos anos, a vida dependia do berço, da posição social e da fortuna familiar. Hoje, não. A criança nasce, não numa família mas numa pista de atletismo, com as barreiras da praxe: jardim-escola aos três, natação aos quatro, lições de piano aos cinco, escola aos seis, e um exército de professores, explicadores, educadores e psicólogos, como se a criança fosse um potro de competição.

Eis a ideologia criminosa que se instalou definitivamente nas sociedades modernas: a vida não é para ser vivida - mas construída com sucessos pessoais e profissionais, uns atrás dos outros, em progressão geométrica para o infinito. É preciso o emprego de sonho, a casa de sonho, o maridinho de sonho, os amigos de sonho, as férias de sonho, os restaurantes de sonho.

Não admira que, até 2020, um terço da população mundial esteja a mamar forte no Prozac. É a velha história da cenoura e do burro: quanto mais temos, mais queremos. Quanto mais queremos, mais desesperamos. A meritocracia gera uma insatisfação insaciável que acabará por arrasar o mais leve traço de humanidade. O que não deixa de ser uma lástima.

Se as pessoas voltassem a ler os clássicos, sobretudo Montaigne, saberiam que o fim último da vida não é a excelência, mas sim a felicidade!"

sábado, 9 de janeiro de 2010

A minha última aquisição



Michael Bublé já é considerado pela crítica como o Frank Sinatra dos novos tempos, e este último álbum é ainda mais empolgante que o anterior.

;)

Ponto de Luz - Sara Tavares

Deliciosa esta música! :)

Frasco de Maionese :)

Li esta história há uns tempos e não vejo porque não a partilhar convosco. :) É , sem dúvida, uma boa filosofia de vida...



A seguir perguntou aos alunos se o frasco estava cheio. Todos estiveram de acordo em dizer que "sim".
O professor pegou então numa caixa de fósforos e a esvaziou para dentro do frasco de maionese. Os fósforos preencheram os espaços vazios entre as bolas de golfe.
O professor voltou a perguntar aos alunos se o frasco estava cheio, e eles voltaram a responder que "sim".

Depois, o professor pegou uma caixa de areia e deitou-a para dentro do frasco. Obviamente que a areia encheu todos os espaços vazios entre as bolas de golfe e os fósforos.

E o professor questionou novamente a turma se o frasco estava cheio. Os alunos responderam-lhe com um "sim" retumbante.
O professor em seguida adicionou duas chávenas de café ao conteúdo do frasco e preencheu todos os espaços vazios entre a areia.

Os alunos riram-se nesta situação.

Quando os risos terminaram, o professor comentou:

"Quero que percebam que este frasco é a vida. As bolas de golfe são as coisas importantes, como Deus, a família, a saúde, os amigos, as coisas que te apaixonam. São as coisas que te fariam pensar que mesmo que perdesses tudo o resto, a tua vida ainda estaria cheia.

Os fósforos são outras coisas importantes, como o trabalho, a casa, o carro, etc.

A areia é tudo o resto, as pequenas coisas que preenchem os espaços na tua vida.

Se primeiro colocarmos a areia no frasco, não haverá espaço para os fósforos, nem para as bolas de golfe. O mesmo acontece com a vida. Se gastarmos todo o nosso tempo e energia nas coisas pequenas, nunca teremos lugar para as coisas que realmente são importantes. Prestem atenção às coisas que realmente importam. Estabeleçam as vossas prioridades, e o resto é só areia”.

Então, um dos alunos levantou a mão e perguntou: “Então e o que representa o café?”

O professor sorriu e disse: "Ainda bem que perguntas! Isso é só para vos mostrar que por mais ocupada que a vossa vida possa parecer, há sempre lugar para tomar um café com um amigo".


Quando as coisas da vida te parecerem demasiadas, lembra-te do frasco de maionese.

É hoje!



Decidi que não preciso de esperar mais! Pois bem, aqui estou eu para partilhar reflexões, curiosidades, trocar ideias, postar "perdidos & achados"... :)
Este blogue, "Pintar com quantas cores o vento tem...", é inspirado na música "Colors of the Wind", uma música cheia de força, que nos alerta para a necessidade de mudar, de abrir os horizontes, de dar valor às pequenas coisas. Fica aqui expresso o desejo de que este blogue seja pertinente e que cada publicação seja uma crítica construtiva, ou um achado divertido, uma reflexão inspirante, ou uma sugestão divertida ! ;)

Bem hajam !